A Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA) é uma organização não-governamental de ambiente (ONGA). Criada 2001, o seu trabalho tem sido sobretudo orientado para a preservação do Burro de Miranda, a sua promoção e dignificação, não só enquanto património genético, mas também como importante património cultural. Nesse sentido, além da proximidade que mantém com os criadores, de forma a garantir o bem-estar de burros e mulas, tem vindo a organizar atividades que divulguem a riqueza cultural do solar deste animal – o Planalto Mirandês. Grande parte destas atividades pedagógicas tem um carácter essencialmente lúdico – sejam festivais ou simples caminhadas -, embora esteja a ser dado um relevo cada vez maior à componente (in)formativa, na forma de incentivos à investigação e de promoção de cursos e formações.

Esta abordagem abrangente – que parte do princípio fundamental de que o burro deve ser visto como um todo, composto por dimensões biológicas, ecológicas e culturais – resulta assim num projecto multidisciplinar com impacto em diversas áreas de acção.


 

 

Promotor